Um breve histórico do NGHM por Eldamária Wolfgramm

Minha história com e no NGHM iniciou-se no final de 2003, quando eu estava no início do segundo período do curso de Ciências Biológicas. Naquela época, o Núcleo se encontrava muito diferente da atual situação. No que se refere a sua estrutura física, o piso era de uma cerâmica amarelada, tínhamos, em algumas partes debaixo da bancada, armários de madeira cheios de cupim e no lugar dos nossos atuais armários brancos, tínhamos duas prateleiras de tábua em cada laboratório. Toda essa estrutura era utilizada não apenas pela genética humana como também pela genética animal (lembro-me dos projetos de biologia molecular com muriqui e com morcegos desenvolvidos por alunos da Profa. Dra. Valéria Fagundes e Prof. Dr. Albert David Ditchfield).

Os experimentos do NGHM, nesse período, eram realizados com materiais já existentes no laboratório, adquiridos há anos por professores já aposentados da Universidade ou com o pouco material que a Universidade fornecia periodicamente. As reações de PCR eram realizadas em um único termociclador da marca MJ Research, um modelo que faz parte do museu de Harvard. Contávamos também com a ajuda do SAG (Serviço de Aconselhamento Genético), direcionado pela bióloga Ângela Maria Spagnol Perrone (ou simplesmente Xuxu), o qual prestava gratuitamente à população o serviço de aconselhamento genético (realizado pelo Prof. Dr. Iúri Drumond Louro) e o teste do suor e análise molecular da mutação ∆F508 em pacientes suspeitos para fibrose cística.

Em 2004, nosso laboratório passou por reforma e adquiriu a roupagem hoje existente. Nesse mesmo ano foi criado pelo governo do Estado a FAPES (Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo) e conseguimos o financiamento do meu projeto de Iniciação Científica (IC) sobre as ataxias cerebelares, que possibilitou a compra do primogênito dos nossos termocicladores, o termociclador da marca Eppendorf, além dos tão sonhados novos reagentes para o laboratório. Com a chegada da Profa. Dra Flávia de Paula, também nesse período, e extinção do SAG que passou a ser englobado ao NGHM, nosso grupo foi crescendo, conseguimos mais financiamentos e adquirimos todos os quatro termocicladores, cubas e reagentes (hoje não mais, na maioria dos casos, com data de validade vencida) utilizados no Núcleo.

Desde a minha IC eu trabalhei com marcadores microssatélites, ora em relação ao diagnóstico de doenças genéticas ora referente à genética forense e identificação humana (tema inclusive do meu mestrado que eu desisti antes mesmo de iniciar). Os microssatélites são regiões no DNA que se apresentam repetidas em determinadas localizações. No meu doutorado, esses marcadores novamente não me abandonaram: eu analisei marcadores microssatélites em amostras de pacientes com câncer de mama e de ovário para verificar a relação dessas regiões com as características dos tumores da mama e do ovário. Da tese resultaram quatro artigos, sendo um já publicado, um aceito, e dois submetidos para avaliação.

Durante esses nove anos no NGHM, a trajetória nunca foi fácil: aprendi que em alguns períodos seremos “mais ricos”, com a aprovação de financiamentos para aquisição de equipamentos e reagentes e em outros momentos poderemos ter nossa fase de escassez financeira… mas o ensinamento mais importante que levo é que fazer pesquisa é mais do que simplesmente ir ao laboratório e desenvolver sua parte prática, é cuidar, zelar pelo espaço onde a mesma é realizada.

2 respostas em “Um breve histórico do NGHM por Eldamária Wolfgramm

  1. Eu conheço bem essa história ! De fato emocionante e com muitos pontos que ainda merecem ser contados e recontados. Por exemplo, o dia em que me trouxeram uma TAQ vencida há 10 anos, dizendo que ainda funcionava !!!

  2. Sinto falta desse começo de tudo e do laboratório! Tantas coisas aconteceram, tantos aprendizados e tantas amizades. Eldinha disse uma coisa que precisar ser SEMPRE lembrada e colocada em prática: o cuidado com o laboratório e com as coisas que conquistamos!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s