Disciplina de Genética Forense na UFES

Olá pessoal!

Venho convidar os senhores a cursar a disciplina optativa cujo nome oficial é “Tópicos Especiais em Genética Humana I” porém o nome real e o assunto abordado será “Genética Forense”.

A disciplina será ministrada por mim (Quézia), Raquel Reis e, em alguns dias, profissionais convidados da Polícia Civil.

Nossos encontros serão sempre as quintas, entre 9h-12h, provavelmente em maruípe.

O programa da disciplina está sendo preparado com atenção para melhor atendê-los, por isso, faça sua matrícula e convide seus colegas de classe! 

Todos os alunos da UFES podem participar, a optativa pertence ao Departamento de Biologia, promovida pelo NGHM (Núcleo de Genética Humana e Molecular) sob orientação do Prof. Dr. Iúri Louro.

Qualquer dúvida, nos procure.

Contato: queziaanders@gmail.com

Até semana que vem, dia 21 de agosto, 9h, quando iniciaremos as aulas! 

10380294_675552205871444_4546174668879991296_n
Atenciosamente,
Quézia Anders.

Anúncios

Até um dia!

O lado pessoal da vida de um cientista em formação é um misto de prazer em se conhecer pessoas incríveis e de tristeza por ter que se despedir delas pouco tempo depois. A impressão é de que estamos sempre fazendo amigos a quem só encontraremos num casamento ou num congresso por aí. E olhe lá, porque as pessoas se espalham pelo mundo, mudam de área de pesquisa, de carreira…

Estou desde fevereiro de 2007 no NGHM, descontados uns intervalos. E nesses intervalos também conheci e me despedi de muitas pessoas que hoje fazem falta. Mas agora chegou a hora de eu dizer “até logo” aos colegas deste laboratório.

As experiências vividas como aluno de IC e de doutorado do NGHM transformaram minha vida. Vou lembrar pra sempre de momentos e de pessoas que passaram por aqui durante esse tempo. E estarei de alguma forma ainda ligado ao lab, pois ele é como se fosse minha cidade natal, onde nasci como cientista.

Desejo tudo de melhor aos que ficam, que continuem a fazer o laboratório crescer.

Vou seguir por outros caminhos agora, e iniciar minha carreira, sempre levando na mente algo que aprendi aqui: Que o cientista que somos é maior do que a ciência que fazemos em nossos projetos de pesquisa. Que eu possa, a cada dia, saber mais sobre o mundo do que eu sabia ontem, e que eu use isso para melhorar a vida de alguém.

Um grande abraço a todos!

Análise de STRs forenses em R

Olá. Esse post é pra quem trabalha com STRs forenses e tem interesse de analisar em R.

Eu publiquei no GitHub [https://github.com/VitorAguiar/forensicstr] um programinha (Rforensic.R) que toma um arquivo com perfis dos indivíduos (exemplo: “sample_input.csv”) e produz uma tabela de frequência alélica e estatísticas de relevância forense, como heterozigose observada e esperada, coeficiente de endocruzamento (que pode ser considerado uma quantificação dos desvios de Hardy-Weinberg em cada locus), índice de paternidade típico, informação de conteúdo polimórfico, probabilidade de match, poder de exclusão e poder de discriminação.

O programa roda em poucos segundos mesmo que você tenha milhares de indivíduos, evitando os vários passos de copy-n-paste do PowerStats e formatação de arquivos de input do Arlequin.

Além disso ele também pode fazer uma tabela de matches adventícios completos e parciais (nesse caso pode levar vários minutos dependendo da quantidade de indivíduos), e um histograma simples de missing data em cada locus.

Não tem GUI, então se executa do source code. Posso auxiliar quem quiser usar e não esteja familiarizado com R. Ainda é uma versão teste, então podem acontecer alguns probleminhas na execução. Nesse caso, favor reportar na seção de bugs do GitHub.

E se alguém publicar um paper, referencia meu GitHub! 🙂

P.S.: Publiquei aqui no blog essa lista de fontes interessantes para quem quer aprender R: http://wp.me/s2Tzlq-r